Programa

Para a consecução desta grande finalidade, enuncia-se um programa, designado "A COR DOS DIAS" que tem por objectivo colocar em prática os princípios enumerados na criação do Projecto "CRIAMAR", destacando-se a ideia da universalidade do conhecimento, através da disponibilização de saberes que constituem a base para o desenvolvimento de pensamento reflexivo, abrindo a possibilidade a uma formação global dos cidadãos.

Será desenvolvido através da realização de actividades que englobam diferentes áreas expressivas.


A - ACTIVIDADES COM AS CRIANÇAS

1. Oficinas nos contextos (escolar e de tempos livres):

  • Dramática/ teatro, música e dança - áreas que se basearão na aprendizagem da sua linguagem específica e, simultaneamente, sejam consideradas como uma vivência do conhecimento do seu Corpo e da sua relação com o Outro;

  • Experimentação plástica - pintura, colagem, assamblage, desenho, arquitectura; englobando o estudo dos artistas Portugueses; proporcionando o acesso a vivências culturais e artísticas abrangentes e transversais;

  • Visita de artistas às escolas ou a outros espaços não escolares;

  • Exposições de trabalhos produzidos pelos participantes nas diferentes oficinas;

  • Animação lúdico-pedagógica em museus de Arte, Ciência e de Centros de Interesse Cultural, situados na região Autónoma da Madeira, através da concretização de actividades que procurem criar e desenvolver a necessidade nos sujeitos de serem usufruidores de bens culturais, mobilizando métodos, que integrem as dimensões da Fruição - Contemplação e da Interpretação - Reflexão dos objectos artísticos e/ ou do quotidiano; quer estes sejam de natureza visual, literária, plástica ou sonora.

2. Filosofia, utilizando o método Socrático (com as devidas adaptações) baseado na Maiêutica e na Ironia (p.e. o valor da amizade, a arte de fazer perguntas, os sonhos, o medo, a aventura, dilemas, a moral, a ética, a estética, a arte, entre outras, etc.).

3. Criação literária, visando o estudo dos escritores clássicos portugueses.

4. Palestras (convite a alguns especialistas) subordinadas às seguintes temáticas:

  • Educação para a saúde;

  • Educação para os Direitos do Homem (Dr.ª Maria Barroso);

  • Educação para os Media;

  • A importância da cultura do lazer e do brincar (Dr.ª Natália Pais).

5. Semana do vídeo e cinema de animação.

6. Os jogos:

  • Xadrez, entre outros;

  • Jogos com recurso ao computador e à Internet, visando a aprendizagem de temáticas culturais.

7. Construção de um sítio na Internet para a Fundação no sentido de serem disponibilizadas todas as acções desenvolvidos pelas crianças. A ideia principal é levar as crianças a fotografar os trabalhos, o processo da sua execução, legendá-los, escrever os textos. Com esta metodologia, desenvolvem várias competências no âmbito da fotografia, da escrita, e de os processos associados à análise, síntese, descrição, entre outros, processos estes, considerados basilares para uma aprendizagem significativa, factor fundamental para uma educação baseada na autonomia e responsabilidade, conducente ao desenvolvimento da auto-estima.

Destinatários/ Público alvo: Crianças institucionalizadas, de centros comunitários e outras.


B - ACTIVIDADES COM ADULTOS (TÉCNICOS E VOLUNTÁRIOS)

  • Contactar técnicos das áreas de referência, cujo objectivo é dar a conhecer o projecto, no sentido de angariar voluntários para o mesmo.

  • Identificação dos voluntários: áreas de actividades, horários e programa.

  • Seminário de sensibilização para todos os intervenientes nesta acção educativa contactarem com o projecto, apreenderem a sua filosofia de intervenção, bem como os pressupostos teóricos em termos metodológicos do programa e das dinâmicas educativas a implementar.

  • Workshops para os voluntários em regime intensivo. Será elaborado um plano formativo que considere uma formação específica na área do desenvolvimento curricular: instrumentos de planificação e avaliação, estratégias e conteúdos, e uma área mais abrangente sobre as dinâmicas/ metodologias de intervenção e investigação.

  • Reuniões de formação/ avaliação de dois em dois meses.